quarta-feira, janeiro 09, 2008

TRÊS VELAS


Foto extraída de www.studyoanasouza.com/


Pois é. Na próxima sexta, dia 11, o "Luzes da Cidade" estará com três velas. São três anos que edito este blogue, falando de cinema , de literatura, um ou outro assunto fora desses dois, e , vez por outra, contando minhas lembranças da infância. Três anos. E eu que, quando ingressei na blogosfera, duvidava de que este espaço chegasse a um ano de existência. É verdade que, durante esse período, pensei por várias vezes em parar. E continuo a pensar, vez por outra. De uns tempos pra cá já não tenho o mesmo entusiasmo dos primeiros meses. Até há uns dois meses tinha estabelecido uma data redonda para apagar estas luzes: justamente no aniversário dos seus três aninhos. Acabei mudando de idéia. E vou tocar o "Luzes" enquanto der. No dia em que achar que "já estou por aqui", paro. Paro e sem volta. Nem que me arrependa da decisão. Mas, por enquanto, vou editando o bichinho. Há outros motivos, além da falta de entusiasmo, mas prefiro não citá-lo.
Irei sentir saudades, porque gostei da experiência. Além de divulgar os meus livros, o que redundou no interesse de vários visitantes por adquiri-los (e para todos esses enviei, com o maior prazer, um livro da preferência deles), tive a oportunidade de conhecer muitas pessoas da melhor espécie humana. E talentosas, inteligentes, sensíveis. Com muitas delas aprendi muitas coisas. E lhes ganhei a amizade. É até possível que tenha sido elas o principal responsável por eu continuar aqui, três anos depois de estrear na blogosfera. Podem não ser muitas, mas o que me importa é o valor humano e intelectual que elas possuem. Agradeço do fundo do coração a essas pessoas pelas visitas gratificantes que têm feito ao "Luzes", umas com mais assiduidade, outras com menos assiduidade. Mas eu procuro entender as razões de algumas não virem aqui com muita frequência. E agradeço até aqueles que aqui vieram por um certo tempo e depois desapareram. Agradeço até a quem veio uma única vez.
Não poderia deixar, no entanto, de registrar uma queixa no final desse texto. Uma coisa me aborrece demais. É a atitude de certos(as) blogueiros(as) de, não sei por que razão, não retribuirem a visita que lhes faço pela primeira vez. Acho isso uma falta de educação. Mesmo que a pessoa não goste do meu blogue, deveria, pelo menos, me agradecer por ter aparecido por lá. Eu nunca deixei de retribuir uma visita que alguém me fez pela primeira vez. Já me deparei com alguns blogues desinteressantes, ao lhes retribuir a visita, mas não deixei de agradecer a vinda do editor ao meu. Felizmente, foram poucas pessoas. Mas ainda hoje me deixam até mesmo magoado.
Por fim, um grande abraço a todos , aos quais renovo os votos de um 2008 ainda melhor do que lhes possa ter sido 2007.

6 comentários:

Darkness Field disse...

Adoreeeei o post!
Escreve muito bem...
Espero comentar aqui quando postar 4 velas ;)
Vou voltar...
Não pare de editar aqui não...

Parabéns pelo blog e pelos 3 anos...

Beijos ;*

eremita disse...

amigo, deixe chamá-lo assim pelo gosto que me dá e pela verticalidade do ser que sinto e palpiuta no que escreve e leio.
Finalmnete saí de Lisboa. o tio teve um sério porblema com uma pneumonia e depois complicações várias, mas agora está para "lavar e durar".
se nos não acautelarmos ainda nos enterra a todos e eu fico feliz por sentir assim apesar da brejeirice acima dita.
Em boa hora cheguei. Parabéns e só poss desejar que se não canse pois seu blogue é realmente muito bom. TANTO NO PLANO LITERÁRIO COMO NO PLANO DE ANÁLISE E CRÍTICA CINEMATOGRÁFICA.
ESPERO QUE, COMO O TIO (desculpe as maiúsculas, distraí-me)"Esteja para lavar e...durar".
Fraterno abraço, parabéns reiterados e um bom 2008

TMara disse...

faz silêncio ao teu redor. Baixa amúsica. melhor, desliga-a. Desliga atv e vai para u local silencioso onde nem os teus pensamentos (cismático amigo) ouças e aguça o ouvido.
A voz do vento levar-te-ã os parabéns, juntos com o meu obrigada por existires, enquanto pessoa e neste virtual espaço, cantados no português de Portugal que agora entoou apesar de prematuros pois ainda não estamos a 11, mas como o vento e a voz tem muito k viajar já vão a caminho. Muitos ebons. não popdes desaparecer- seria grande perda.
Até já. até sempre.
Bjs e grandes sorrisos com rubras papoilas, roubadas desde já, à próxima Primabera de meu amado Alentejo, minha casa, minha seiva, força e pão.
e nem te atrevas a desaprecer, olha k sou bruxinha.....(LOL*******)

Amla disse...

vim, na contagem decrescente, agora a um dia (mais coisa menos coisa) do dia do nascimento do "Luzes da Cidade", 3 anos atrás, deixar-te um enorme chi-coração feito barco.
daqui até aí.

TMara disse...

Então parabéns ao Bloguee seu autor, meu "crido" amigo Francisco. Vim de passagem. Voltarei logo para a comemoração e o brinde com champanhe.
Parabéns e k continues por muitos anos a alimentar nossa curiosidade e vontade de saber sobre cinematografia e teus belos contos.
Chi-coração apertadinho, com carinho cheio do sol Alentejano e suas marinhas brisas

TMara disse...

meu amigo, obrigada por sua chamada de atenção sobre possíveis erros de digitação no poema mas garanto k não tem gralhas.
Acabei de confirmar.
Bjs
Luz e paz em seu caminhar